Secretaria encerra 6º ciclo de monitoramento

Secretaria encerra 6º ciclo de monitoramento

posted in: Notícias | 0

Nesta sexta-feira, 8 de janeiro, a Secretaria da Controladoria-Geral do Estado (SCGE) realizou o sexto ciclo de monitoramento de atividades e tarefas. O encontro, que reuniu diretores das diversas áreas de atuação da organização, foi marcado pela prestação de contas de 507 tarefas e 266 atividades voltadas para orientação, fiscalização, transparência e fomento do controle social em Pernambuco.

Neste sexto ciclo de monitoramento, o secretário da Controladoria-Geral do Estado, Rodrigo Amaro, analisou as ações desenvolvidas nas áreas estratégicas de atuação da SCGE: Gestão da Rede de Ouvidorias, Racionalização de gastos, Fomento ao Controle Social, Gestão da Transparência, Relacionamento Institucional, Imagem Institucional, Orientação e Apoio ao Gestor Público, Acompanhamento da Regularidade Estadual, Controle Financeiro e Orçamentário, Administração de Informações de Risco, Geração de Informações Estratégicas, Análise dos Atos de Correição, Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação e Aperfeiçoamento Organizacional. O trabalho tem a coordenação da Diretoria de Planejamento Estratégico do Controle Interno.

“A ocasião do planejamento é um momento importante e solene, de prestação de contas das atividades desenvolvidas ao longo dos dois últimos meses e de planejar a atuação da organização nos próximos meses”, disse Amaro. O monitoramento analisa as metas prioritárias que são pactuadas na Secretaria e desdobradas a partir do Mapa da Estratégia do Governo do Estado. O resultado da apuração da performance institucional impactará na remuneração variável dos servidores.

O secretário da SCGE frisou que a Controladoria realiza acompanhamento a partir de indicadores bimestrais que são apurados em parceria com as diversas unidades administrativas. Com o encerramento de 2015, o Índice de Efetividade do Planejamento, que mensura o nível de execução da casa, alcançou o cumprimento de 96% das ações planejadas. “Com os indicadores consolidamos o desempenho das unidades, verificando o andamento das atividades e realinhando a estratégia, quando necessário. Além de ser um momento de detectar dificuldades da execução, o monitoramento é uma grande oportunidade de acelerar”, completou o secretário.